Porto, Portugal

€0,00

EM DESTAQUE!

Agência de Viagens, Tours, PCOAgência de Viagens, Tours, PCOAgência de Viagens, Tours, PCOAgência de Viagens, Tours, PCO
Conheça em detalhe todo o programa da Rota dos Vinhos.

Programa

Chegada ao Porto, acolhimento e transfer até ao Hotel para jantar e alojamento.
Dia completo para a visita da segunda principal cidade de Portugal e contacto com o Vinho do Porto. A região de produção deste vinho, pode ser considerada a primeira região produtora de vinhos oficialmente demarcada em todo o Mundo. Datando a sua criação de 1756, por ordem do Marquês de Pombal.
Inicio da visita pelo centro histórico, passando pela Catedral, Torre dos Clérigos (vista exterior), a igreja de São Francisco e o Palácio da Bolsa, este último conhecido pelo seu salão Árabe. Em seguida visita guiada às caves de Vinho do Porto em Vila Nova de Gaia, com degustação de vinhos (nome das caves a indicar após confirmação de reserva). Regressando ao centro do Porto, partida para um cruzeiro sobre o rio Douro nos barcos típicos «Rabelos» (na Primavera e no Verão, almoço durante o cruzeiro, no Inverno é efectuado um mini-cruzeiro o almoço é servido num restaurante na zona ribeirinha da cidade, pois nesta altura os cruzeiros com maior percurso são interrompidos). Estes barcos eram antigamente utilizados para o transporte dos toneis de Vinho do Porto e do Douro, das vinhas no Vale do Douro, para as referidas caves. Jantar e alojamento no Hotel.
Pequeno almoço no Hotel e partida em direcção a Penafiel para visita à região do Vinho Verde. Visita guiada de uma quinta de produção de vinho verde com degustação – por exemplo Quinta da Aveleda (visita a confirmar mediante disponibilidade). Estes vinhos (especialmente o Vinho Verde Branco) estão entre os mais apreciados em Portugal. Curiosamente o seu nome é enganador pois as uvas utilizadas na sua produção são colhidas maduras. O nome deste vinho, terá mais a ver com a cor predominante da região que o produz (o verde).
Após a visita, continuação até ao Peso da Régua, passando pelo Vale do rio Douro.
Visita à Quinta da Pacheca, conhecida quinta de produção de vinho do Porto e do Douro (a reconfirmar de acordo com a disponibilidade da quinta) e degustação de vinhos do Douro. Depois da visita, almoço na quinta (ementas típicas regionais). Á tarde partida para Sabrosa e visita da pequena aldeia. Regresso para Peso da Régua. Instalação no Hotel e participação num Curso de degustação amador. Jantar e alojamento no Hotel.
Depois do pequeno almoço, partida em direcção a Lamego. Esta cidade faz parte da região conhecida como Rota das Vinhas de Cister ou Távora-Varosa, nome dado pelos monges da Ordem religiosa de Cister, cujo primeiro mosteiro foi edificado nesta aérea no século XII e que produz essencialmente Vinhos de Mesa brancos e Espumantes, estes últimos produzidos de acordo com o método Champagne. Visita às caves da Quinta de Santa Cruz (a reconfirmar de acordo com a disponibilidade da quinta). Almoço em Lamego e à tarde, visita da cidade com o Santuário de Nossa Senhora dos Remédios e tempo livre. Jantar e alojamento em Hotel em Lamego.
Pequeno almoço e partida seguindo a Rota do Vinho do Dão. Esta região, reconhecida oficialmente desde o inicio do século XX, produz com grande êxito vinhos tintos, que se contam entre os melhores do país. Visita às vinhas e Quinta do Perdigão, onde se poderão degustar algumas qualidades destes vinhos (reserva da Quinta a reconfirmar de acordo com a disponibilidade). Continuação para Viseu, para visita da cidade de «Viriato» e almoço.
À tarde, saída de Viseu em direcção à Anadia, Mealhada e Parque do Buçaco. Ambas as localidades, pertencentes à Região dos Vinhos da Bairrada.
Visita à Quinta de produção dos vinhos Luís Pato (reserva da Quinta a reconfirmar de acordo com a disponibilidade).
O Parque do Buçaco, classificado como Mata Nacional, dispõe de cerca de 700 diferentes espécies vegetais, nativas e exóticas, muitas das quais trazidas pelos portugueses dos quatro cantos do mundo, aquando das suas viagens de descobertas.
Visita do Parque e do Palace Hotel do Buçaco, edifício histórico classificado como monumento nacional e que alberga hoje um dos hotéis mais luxuosos e charmosos de Portugal. Continuação para Coimbra. Chegada em fim-de-dia, para Jantar e alojamento no Hotel.
Pequeno-almoço e partida em direcção de Fátima, santuário da fé e religião católica, terra de peregrinações mundiais em nome de Nossa Senhora de Fátima. Visita do santuário e continuação para a Batalha, localidade onde se visita o Mosteiro de Santa Maria da Vitória, obra-prima da Arte Gótica, construída no século XIV, em comemoração da vitória da Batalha de Aljubarrota. Continuação da visita em Alcobaça. Visita ao Mosteiro da Ordem de Cister, onde se encontram as magníficas sepulturas do Rei D. Pedro o cruel e D. Inês de Castro (a chamada Rainha morta). Em seguida partida para Nazaré, pequena aldeia típica de pescadores localizada junto ao mar e com uma falésia, de onde se pode apreciar uma vista panorâmica invejável. Aqui podem ainda ser observadas algumas das tradições da pesca artesanal.
Saindo de Nazaré rumo a Óbidos, entra-se na região dos Vinhos do Oeste.
Visita de Óbidos, uma vila medieval fortificada que mantém ainda hoje o traçado urbanístico medieval original. A vila foi, até à Idade Média, uma importante povoação costeira, situação profundamente alterada com o recuo do mar até à sua linha actual, pelo assoreamento do golfo onde se encontrava. Esta vila de características casas floridas é também conhecida pela ginja (licor de Ginja, produzido nesta região), que terão oportunidade de provar. Partida em direcção a Lisboa, com passagem na área de Torres Vedras para visita guiada da Quinta da Boavista, com prova de vinhos da região. (reserva da Quinta a reconfirmar de acordo com a disponibilidade).
Chegada a Lisboa, jantar e alojamento em Hotel.
Pequeno-almoço e saída para a visita guiada de Lisboa durante a manhã. Esta é uma cidade de contrastes, desde as lembranças que ficaram do tempo das Descobertas às modernas áreas comerciais e de negócios, que se misturam com a sua doce luminosidade atlântica.
Visita da baixa e chegada ao Castelo de S. Jorge, seguida pela visita a pé de Alfama, continuação para Belém : a Torre de Belém (obra prima da arquitectura do estilo manuelino), O Padrão dos descobrimentos e o Mosteiro dos Jerónimos com os seus claustros.
Continuação da visita para a Costa de Lisboa. Zona conhecida por diversas qualidades onde se podem encontrar boas praias, bons campos de golfe, bons vinhos e um conjunto de monumentos nacionais invejável.
Inicio da visita por Sintra, um local desde sempre privilegiado para as residências de verão de reis e rainhas, como o provam os inúmeros palácios e palacetes, magnificamente inseridos na paisagem. Almoço em Restaurante no centro da Vila.
À tarde visita ao Palácio Nacional da Vila. Este distingue-se logo à partida pelas suas duas chaminés gigantes em forma cónica e é original pela mistura de diferentes estilos na sua construção, nomeadamente: Gótico, Árabe, Manuelino, Renascentista.
Continuação para Colares, localidade conhecida pelos seus vinhos tintos, onde predomina a casta Ramisco, de notar por ser a única casta do mundo que se pensa nunca ter sido enxertada, uma vez que resistiu à praga que devastou as vinhas na Europa no Séc. XIX. Visita à Adega Regional de Colares, incluindo as vinhas e prova de vinhos da região de Colares acompanhados de queijo da Serra e doçaria regional de Sintra. (visita sujeita a disponibilidade). Continuação da visita rumo ao Cabo da Roca : o ponto mais ocidental da Europa continental. Regresso a Lisboa, passando pelas estâncias balneares de Cascais e Estoril. Alojamento em hotel.
Pequeno-almoço e saída para visita da zona da Serra Arrábida (uma cadeia montanhosa de origem calcária onde se encontram espécies vegetais únicas) e Costa Azul.
Esta zona inclui-se na Rota dos Vinhos da Costa Azul e foi desde sempre considerada uma zona privilegiada de produção de vinhos, devido à sua localização a sul, junto ao mar e às características do clima. Aqui as castas de vinho mais conhecidas, são a Periquita, Fernão Pires e Moscatel de Setúbal. Esta última dá origem ao terceiro vinho generoso mais conhecido de Portugal (a seguir ao Vinho do Porto e vinho da Madeira), o Moscatel.
Inicio da visita rumo a Palmela, vila dominada pelo seu Castelo do século XVII, hoje transformado em Pousada Histórica. Esta localidade é também conhecida pela Festa das Vindimas (Feira de Realização anual, com duração de cerca de uma semana, normalmente no início de Setembro). Continuação para Azeitão, uma pequena localidade famosa pelos seus excelentes vinhos e queijos. Visita à casa José Maria da Fonseca (sujeito a disponibilidade), para prova de vinhos regionais, acompanhada de alguns aperitivos.
Continuação para Sesimbra. Visita desta vila piscatória e almoço.
Regresso a Lisboa, passando por Setúbal, um dos portos mais activos do país e cidade que sofreu nos últimos anos um crescimento muito acentuado. Visita ao Forte de S. Filipe, hoje uma pousada histórica.
Chegada a Lisboa. Alojamento no Hotel. À noite, jantar livre ou possibilidade de Jantar em restaurante típico e assistir a um espectáculo de Fado, em Lisboa, no Bairro Alto (ver suplemento).
Saída em direcção do Alto Alentejo. Visita de Estremoz, importante centro de Olaria, produção de Mármore e outros produtos artesanais, onde se pode visitar o conhecido Museu Rural que, sob forma de maquetas de produtos de artesanato e de costumes regionais, retrata as cenas da vida alentejana.
Em seguida, continuação para Borba, conhecida região de vinhos (ou não estivéssemos já em terras da Rota do Vinho Alentejano), sendo uma das oito zonas vitivinícolas do Alentejo, juntamente com Évora, Granja-Amareleja, Moura, Portalegre, Redondo, Reguengos e Vidigueira.
Em Borba visita à Quinta da Terrugem (sujeito a disponibilidade) e prova de vinhos desta zona.
Continuação para Évora, passando por Vila Viçosa, localidade escolhida durante séculos para residência dos Duques de Bragança. Visita do Paço Ducal, onde se podem apreciar extraordinárias colecções de armas, pintura, tapeçarias e Museu de Coches. O Paço de Vila Viçosa é ainda conhecido pela Sala dos Duques, cujo tecto está coberto com os retratos de todos os titulares até D. João V. Chegada a Évora para almoço no centro da cidade.
Durante a tarde, visita de Évora. A cidade-museu de Portugal, cercada de muralhas desde a época romana está classificada pela UNESCO como Património Mundial. Visita da Catedral, Templo Romano de Diana, Igreja de S. João Evangelista e Igreja de S. Francisco com a Capela dos Ossos. Alojamento em Hotel em Évora.
Pequeno-almoço e saída para continuação da visita às zonas vitivinícolas Alentejanas.
A título de curiosidade, são conhecidos ainda alguns produtores que envelhecem os seus vinhos em grandes talhas de barro, segundo métodos antiquíssimos e únicos desta região do país.
Chegada a Reguengos de Monsaraz, onde se poderá visitar a típica vila de Monsaraz, localizada no alto de uma colina entre muralhas, com as suas ruas de casas tradicionalmente caiadas de branco e as bintas vistas panorâmicas sobre a região. Descida em direcção de Reguengos, para a visita à Herdade do Esporão (sujeita a disponibilidade). Aqui poderão visitar as vinhas e adegas da quinta, com degustação de vinhos regionais e almoço.
À tarde, continuação para o Redondo, pequena localidade, também construída entre muralhas. Aqui pode-se visitar os paços do concelhos, a Igreja Matriz do século XVI assim como as Torres e Portas do Castelo. Passagem pela Adega Cooperativa do Redondo (sujeita a disponibilidade), uma das mais modernas e bem equipadas do Concelho, para degustação dos vinhos do Redondo.
Em fim de tarde, saída para Lisboa. Jantar e Alojamento no Hotel.
Pequeno almoço e transfer até ao aeroporto de Lisboa. Assistência ás formalidades de embarque. Fim dos nossos serviços.